domingo, 12 de março de 2017

Propriedades da tangerina


Tangerina
Nome popular: Tangerina
Nome científico: (Citrus reticulata Blanco)
Família: das Rutáceas
Propriedades: a composição da tangerina é muito semelhante à da laranja, ainda que a vitamina C, os minerais, os ácidos orgânicos, assim como a maior parte dos nutrientes encontrem-se em proporção inferior.
As propriedades da tangerina são as mesmas que as da laranja, embora que em menor intensidade. Portanto, fluidifica o sangue, é anti-infecciosa, hipotensora, laxante, antialérgica, remineralizante, depurativa e preventiva do câncer. Por sua facilidade de uso e boa tolerância digestiva, as tangerinas são especialmente apropriadas para crianças e idosos.
Suas aplicações mais destacadas são:
* Doenças febris: das crianças, por sua ação anti-infecciosa, tonificante e remineralizante. Muito recomendável em caso de resfriados, gripes e infecções da garganta.
* Hipertensão: as dietas de tangerina dão bons resultados em casos de hipertensão arterial e arteriosclerose.
Preparo e utilização:
* Frescas: é uma verdadeira delícia descascar uma tangerina, enquanto se desfruta de sua essência. Para obter efeitos terapêuticos, recomenda-se comer entre seis a oito por dia.
* Dieta de tangerina: semelhante à dieta de laranjas, realiza-se durante um ou dois dias por semana, durante um mês. Consiste em consumir 1,5 a 2 quilos de tangerinas como único alimento. Com essa quantidade de fruta não costuma ser necessário beber outros líquidos, pois essa dieta deve ser feita no outono ou inverno.
Os cítricos previnem o câncer:
Todas as frutas possuem propriedades anticancerígenas, e seu consumo habitual contribui para prevenir o câncer. As frutas pertencentes ao grupo de cítricos destacam-se por conter uma equilibrada combinação de substâncias anticancerígenas: vitamina C, flavonóides, limonóides e pectina.
Elas se potencializam mutuamente e alcançam notável efeito protetor frente ao câncer. Isso significa que, quando consumidas isoladamente, não são eficazes quanto às ingeridas fazendo parte de uma laranja ou de um limão.
A ação anticancerígena desses componentes dos cítricos foi comprovada ao administrá-la a animais de experimentação. Dessa forma se reafirma a validade dos numerosos estudos estatísticos que relacionam o consumo de cítricos com um menor risco de câncer.
É muito provável que, em seres humanos, exerça um efeito semelhante, não só no câncer de próstata, mas também em outros tipos de câncer.
Apresentação: é tão simples descascar e comer uma tangerina, que é uma das frutas preferidas das crianças. O sabor agradável, como pouca acidez e a suavidade de sua polpa faz desse cítrico uma das frutas mais populares do mundo.
A tangerina é cultivada no Sul da Europa, Norte da África e América do Norte desde o século XIX, quando foi trazida da China. Trata-se de uma espécie de cítricos que chegou ao ocidente procedente da China (as laranjas doces foram introduzidas na Europa no século XVI).
Descrição: Fruto da Tangerineira, árvore da família das Rutáceas, muito semelhante à laranjeira, ainda que menor e mais delicada. As duas variedades mais conhecidas de tangerinas são as 'satsumas', de cor alaranjada clara ou verdosa, e as clementinas, mais pequenas e doces, de cor alaranjada viva.
Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.



Compartilhar:

sábado, 11 de março de 2017

Propriedades do caju

Caju
Nomes populares: caju, cajuzinho, cajuí, caju-do-cerrado, cajuzinho-do-campo, cajueiro-do-campo, cajueiro-anão.
Nome científico: (Anacardium occidentale L. )
Família: das anacardiáceas
Porte: de 4 a 8 metros de altura
Origem: o caju é nativo em áreas de cerrados arenosos, campos cerrados e campos rupestres de todo o Brasil. Foi através dos indígenas que esta fruta se espalhou por toda a região seca e árida do Nordeste. E foi por meio dos navegadores portugueses que o caju aportou em Moçambique, Quênia e Madagascar, na região africana, chegando até Goa, na Índia. A planta toda é empregada na medicina caseira em várias regiões do país conforme indicações baseadas na tradição.
Propriedades: o cajueiro pode chegar até a 10 metros de altura. Suas flores são pequenas, perfumadas, de cor branca ou rosada. O caju é na realidade um “pseudofruto”, já que o fruto propriamente dito é a castanha, uma fruta cuja a semente também é comestível. O seu fruto é pequeno, escuro e sustentado por um bago amarelo, alaranjado ou vermelho, muito suculento e perfumado, denominado pelos indígenas Tupi, de akaiu, que significa noz que produz.
Fruto: o verdadeiro fruto é a conhecida castanha de caju, com até 2 centímetros de comprimento, pois é de sua haste que se obtém a matéria prima para a fabricação de sucos e doces. É pobre em proteínas, mas garante boa dose de carboidratos, fontes insuperáveis de energia.
É rica em minerais como: ferro, cálcio e potássio, este na quantidade de 143 mg em 100g de polpa. Contém ainda pectina, que é um tipo de fibra solúvel em água, que dificulta a absorção das gorduras, ajudando a controlar os níveis de colesterol no sangue.
Uso: a castanha torrada contém grande quantidade de zinco, essencial para o funcionamento da próstata. Empregada conta a tosse, afecções da pele, diarréia e também para baixar a glicose nos diabéticos.
Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Compartilhar:

sexta-feira, 10 de março de 2017

Propriedades do cacau


Cacau
Nomes populares: cacau, cacau-da-bahia, cacau-do-brasil, cacau-verdadeiro, chocolate, cacaueiro, cação-forasteiro, massaroca, vagem de cacau.
Nome cintífico: Theobroma cação L. / Família Sterculiacea.
Origem: originário das florestas tropicais das Américas Central e Sul, incluindo a Amazônia brasileira. As primeiras evidências do consumo de cacau datam de milhares de anos.
No México fazia-se a cultura com tal Intensidade, não somente porque os Chimimecas e seus principais sucessores, os Toltecas e os Aztecas (a cujo dialeto nahuati pertence à palavra chocolati, hoje universalizada), usavam as sementes para a fabricação de tão preciosa quão saborosa bebida (somente o imperador Montezuma tinha diariamente em sua mesa 50 vasos de ouro contendo chocolate), como porque ainda as tornou moeda.
Propriedades: o cacaueiro, é uma árvore de médio porte, às vezes chega até 10 metros de altura, com exceção do cacau-do-peru (Theobroma bicolor), que é o dobro em altura do nosso Theobroma cação). Folhas: suas folhas são longas e pendentes, com até 30 centímentros de comprimento.
Flores: as suas flores são brancas, amarelas ou róseas, reunidas em grupos, saindo diretamente do tronco.
Fruto: o fruto com mais de 20 centímetros de comprimento, pesa até 1 kg, possui casca dura, com coloração que varia do amarelo-esbranquiçado até o vermelho-escuro. Seus frutos pendem ao longo do tronco, às vezes em duplas. A sua polpa é de cor branca agridoce, fibrosa e suculenta, envolvendo as sementes escuras.
Uso: utilizado nas convalescenças como alimento energético, ataques anginosos, estimula as funções do aparelho urinário, combate às nefrites, é empregado nas fraquezas orgânicas e no esgotamento físico.
Cosmética: na cosmética a manteiga de cacau, obtida na indústria farmacêutica pela moagem das sementes da planta, produz bons resultados quando empregadas nas asperezas da pele causadas pelo frio e nas rachaduras dos lábios e dos bicos dos seios.
Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Compartilhar:

domingo, 5 de março de 2017

Propriedades da uva

Uva
Nome popular: Uva
Nome científico: (Vitis vinifera L.)
Família: Vitáceas
Propriedades: como alimento, a uva é de grande valor, pois possui muitos sais minerais (magnésio, ferro, fósforo, e potássio) e vitaminas ( A,B,C,).
A uva tem extraordinárias propriedades curativas: é diurética, graças ao açúcar e aos sais de potássio que estimulam a secreção de urina; é laxante, devido a sua abundância de celulose; é fortificante dos músculos e facilita seu trabalho; é reconstituinte , pela sua riqueza em vitaminas; e proporciona calorias ao corpo humano (um quilo de uvas tem mais de 800 calorias).
Quando a uva está madura, contém de 25 a 30% de glicose e por isso é uma fruta que proporciona muita energia ao organismo.
Uso: os que sofrem de prisão de ventre, devem consumir a uva com a pele, devido ao seu efeito laxante.
Para os que padecem de enfermidades dos rins, é melhor tomar o suco da uva. Os que sofrem do fígado devem evitar a uva "moscatel", pois seu grande conteúdo de açúcar é prejudicial.
A uva tem um grande efeito depurador, curativo e eliminatório, especialmente nos rins e intestinos. Ademais, combate a palidez, a escrofulose, a anemia, a calcificação das artérias e o reumatismo.
O suco de uva produz efeitos mais benéficos tomando-o pela manhã, em jejum, e a noite antes de deitar-se; também é aconselhável tomar um pouco de suco cada hora. O suco deve conseguir-se espremendo a uva no momento em que vai ser tomado, porque do contrário fermenta facilmente.
Indicada também para: Afecções das artérias coronárias, trombose, anemia por falta de ferro, afecções hepáticas. afecções intestinais, afecções renais, gota e excesso de ácido úrico.
Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Compartilhar:

sábado, 4 de março de 2017

Propriedades da cenoura

Cenoura
Nome popular: Cenoura
Nome científico: (Daucus carota L.)
Propriedades: em todo o mundo a cenoura é conhecida como um ótimo alimento. Entretanto, suas valiosas propriedades medicinais não são muito conhecidas pela maioria das pessoas.
Segundo as mais recentes pesquisas científicas, a cenoura possui as vitaminas A, B, e C, e diversos sais minerais: cálcio, ferro, silicatos, potássio, sódio, fósforo e magnésio.
Indicações: esta nutritiva hortaliça da mesma maneira que a cebola, tem um grande poder para prevenir o câncer. Para obter o suco espreme-se a cenoura ralada. O suco de cenoura é recomendável para eliminar o ácido úrico e neutralizar a acidez do estômago e do sangue. Para combater a bronquite, acrescenta-se ao suco de cenoura um pouco de mel ou suco de limão.
Uso: misturada com alho triturado, a cenoura crua e ralada é um remédio eficaz para expulsar os vermes intestinais. As mães que amamentam devem comer cenoura em abundância, a fim de melhorar e aumentar o sangue e, portanto, o seu leite.
Em lugar de pão, as crianças devem ser acostumadas a comer cenouras cruas. Para isto, em todas as refeições devem ser apresentadas bem lavadas. A cenoura serve para combater as enfermidades do fígado, dos rins, dos intestinos, da bexiga, dos pulmões, da garganta, do estômago, e da pele, a anemia, a icterícia, o reumatismo, etc.
A cenoura purifica o sangue e fortifica o organismo, pois contém os elementos necessários para a formação de bom sangue, ossos fortes e nervos e dentes sadios.
Os que sofrem de catarros, tosse ou asma, devem tomar frequentemente suco de cenoura misturado com mel. As cenouras cruas e raladas servem para fazer cataplasmas que aliviam as dores e curam em casos de feridas, rachaduras nas pernas, nos braços ou nas mãos, queimaduras, inchações, furúnculos, etc.
A cenoura pelo seu grande conteúdo de vitamina A, é um maravilhoso remédio para as enfermidades ou defeito da vista, encontram na cenoura um remédio simples, eficaz e econômico.
Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Compartilhar:

sexta-feira, 3 de março de 2017

Propriedades da arruda


Arruda
Arruda: originária da Europa, ela age sobre cólicas intestinais, previne varizes e regula a menstruação.
Propriedades: a planta é muito rica em óleos essenciais que combate as cólicas intestinais ao eliminar o excesso de gases. Também contém a "rutina", que reforça as paredes dos vasos sanguíneos combatendo assim as varizes. Também contém um óleo essencial onde encontramos a decanoma, metilnonílketona, e metílheptilketona.
Todas essas substâncias possuem propriedades calmantes e ao serem aspiradas, aliviam as dores diminuindo a ansiedade. Existe uma história muito curiosa a respeito da arruda, do vinagre e de quatro ladrões. Contam que no século XVII, a Europa padecia de uma grande peste que dizimava centenas de pessoas por semana. Ninguém conhecia a causa da doença e muito menos a cura. Grandes cruzes vermelhas eram pintadas nas paredes para marcar as casas das pessoas atacadas pela praga. Alguns ladrões, porém, pareciam completamente imunes a doença. Entravam naquelas casas, roubavam os mortos e não ficavam doentes. Muito tempo depois se descobriu que esses ladrões se protegiam com uma espécie de vinagre, preparado com arruda, sálvia, losna, menta, alecrim, lavanda, cânfora, alho, noz-moscada, cravo e canela, tudo bem misturado em um galão de vinagre de vinho.
Uso: esta erva é muito utilizada em dores reumáticas e nevralgias. Usa-se também para tratar de dor de ouvido e problemas nos olhos. Lavar os cabelos com esta erva, cozida e misturada ao vinagre também ajuda no combate a piolhos. Usada em grandes quantidades pode ser tóxica, provocando dores intestinais e confusão mental. Deve ser evitado por mulheres grávidas pois provoca o aborto.
Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Compartilhar:

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Propriedades do espinafre

Espinafre
Nome popular: Espinafre
Nome científico: (Spinacia oleracea L.)
Familia: das Quenopodiáceas
Propriedades: o espinafre possivelmente é a verdura mais nutritiva que se conhece, apesar de só fornecer 22 calorias em cada 100g. Seu teor de proteínas é bastante elevado para uma verdura (2,86%), mas contém apenas hidratos de carbono (0,8%) e gorduras (0,35%).
As aplicações mais importantes do espinafre são:
* Afecções da retina: uma pesquisa muito minuciosa feita no Massachusetts Eyes and Ear Infirmary (Hospital de Olhos e Ouvidos de Massachusetts), da Universidade de Harvard (Estados Unidos), comprovou que pessoas de 55 a 80 anos de idade que consomem espinafre habitualmente, apresentam um risco muito menor de sofrer perda de acuidade visual devido à degeneração macular.
Recomenda-se, pois, o consumo habitual de espinafre a todos os que desejem conservar sua acuidade visual, especialmente acima dos 50 anos de idade.
* Anemia: o espinafre contém 2,71 mg de ferro /100g, proporção que supera a da carne. Ainda que o ferro de origem vegetal seja absorvido com maior dificuldade que o de procedência animal, a presença de vitamina C, procedente tanto do próprio espinafre quanto de outros alimentos, favorece notalvemente a assimilação desse mineral.
O suco fresco de espinafre é uma forma eficaz de tomá-lo em caso de anemia.
* Aumento de colesterol: foi comprovado em pesquisas com animais que as proteínas do espinafre impedem a absorção do colesterol e dos ácidos biliares. Seu consumo ajuda a reduzir o nível de colesterol no sangue.
* Gravidez: pela riqueza em ácido fólico ou folato (194 pg/100g) que previne certas malformações nervosas no feto, assim como por seu poder antianêmico, o espinafre é uma verdura ideal para as grávidas.
* Esporte e crescimento: por sua riqueza vitamínica e mineral, o espinafre constitui uma verdura muito recomendável para esportistas e adolescentes em fase de crescimento.
Maneiras de preparar o espinafre:
* Cru: quando o espinafre está bem tenro pode-se comê-lo em salada.
* Congelado: perde uma pequena parte da vitamina C, mas tem a vantagem da disponibilidade o ano todo.
* Cozido: a forma ideal é ao vapor, pois assim conserva a maior parte de suas vitaminas e minerais.
* Suco fresco: meio copo ao dia antes do almoço ou jantar, tomado aos goles, é a dose recomendável.
Apresentação: o espinafre é rico em luteína e zeaxantina, dois carotenóides que previnem a perda de acuidade visual devida à degeneração da mácula, o ponto mais sensível da retina. Este transtorno é a causa mais importante de cegueira na terceira idade. O espinafre é até mais efetivo que a cenoura na prevenção da degeneração senil da mácula da retina.
Indicação: é indicado no combate a acidez do sangue por ser alcalino. Também é rico em ferro, o que o torna um ótimo fortificante. Seu caldo é tônico, diurético e laxativo, remineralizante e calmante.
Uso: fervido com água é empregado nas inflamações das vias digestivas e urinárias e nas obstruções hepáticas. Seu suco fortalece as defesa orgânicas e especialmente as do sangue. O espinafre cru supre o homem das mais ricas matérias orgânicas para a purificação, a reconstrução e a regeneração do sistema digestivo.
Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.



Compartilhar:
Próxima  → Inicio

Curta nossa página no Facebook

Postagens populares

Seguidores do Blog

Arquivos do Blog

Tradutor

Newsletter

Comentários recentes

Total de visualizações